Mulheres mais poderosas em tecnologia de 2019: além dos CEOs, as mulheres dominam o C-Level

Mas antes de falar das mulheres mais poderosas em tecnologia, listada pela Forbes, precisamos falar das poderosas mulheres de tecnologia que fazem parte da Baymetrics.

Elas são o nosso alicerce, nossa base e nossas engrenagens mais importantes. Todo o time aqui é empreendedor e elas dão aula nesse quesito.


Porém, nem tudo são flores. Diversos fatores têm contribuído para o aumento do número de mulheres empreendedoras: protagonismo, autoconfiança, independência, necessidade de complementar a renda, autoconhecimento das suas potencialidades, busca por realização, realização de um sonho, inspiração em histórias de empreendedorismo feminino, entre outros.


Ainda existe muito preconceito a ser enfrentado por mulheres empreendedoras no mundo dos negócios, principalmente naqueles segmentos historicamente dominados por homens, como o setor industrial e tecnológico, mas elas estão determinadas a enfrentar todo tipo de obstáculo, aqui na Baymetrics não existe espaço para nenhum tipo de segregação.


Heroínas da vida real, as mulheres estão aprendendo a equilibrar todas as áreas da sua vida, principalmente em relação a trabalho e família. O sucesso deste equilíbrio pode significar também a sua realização pessoal e profissional.


É praticamente necessário ter poderes sobrenaturais para ser mãe, mulher e empreendedora, com uma rotina diária de 16 horas de trabalho sem parar. Com propósito, garra, determinação e amor pelo que fazem, elas só não conseguem voar (sabemos que conseguem, sim), mas vencem diariamente a corrida contra o relógio.


E por mais clichê que seja, o dia delas é todo dia, em todos os lugares.


Obrigado por confiar na Baymetrics e por fazer parte da nossa família.


E fora daqui, as mulheres estão dando um exemplo de liderança, gestão e transformação.


Vamos à lista da Forbes

As irmãs Anne Wojcicki, diretora executiva da 23andMe, e Susan Wojcicki, diretora executiva do YouTube, são duas das líderes da Forbes.


De CEOs como Susan Wojcicki, do YouTube, a CFOs, como Amy Hood, da Microsoft, mulheres em tecnologia estão encontrando poder em todo o C-Level.


A lista Forbes Power Women deste ano apresenta 20 estrelas de todo o setor de tecnologia, cujo poder continua a crescer, sejam elas as principais chefes ou COO de algumas das maiores empresas do mundo.


As três principais mulheres da lista deste ano são as principais executivas que levaram suas empresas a novos patamares. A principal mulher em tecnologia, CEO da IBM, Ginni Rometty (número 9 no geral), apostou grande parte do futuro de sua empresa na aquisição de US $ 34 bilhões em outubro de 2018 da Red Hat, que fechou em julho de 2019. Susan Wojcicki (número 12), cuja A irmã CEO da 23andMe, Anne Wojcicki (nº 91), também fez parte da lista, teve um ano mais difícil como CEO do YouTube.


A empresa lutou para manter o conteúdo extremista fora de sua plataforma e enfrentou uma reação negativa, já que muitos fãs do YouTube não acham que isso seja suficiente para reduzir o assédio. Safra Catz , CEO da Oracle, perdeu o co-CEO Mark Hurd no início deste ano, depois de seu falecimento em outubro de 2019 , deixando-a como única CEO da empresa de tecnologia.


Mas o poder não está apenas nas mãos daqueles que detêm o papel principal. Número quatro na lista de tecnologia (e número 18 no geral), a COO do Facebook, Sheryl Sandberg, está no caminho certo defendendo a posição do gigante social em relação à publicidade política, que continua a apoiar com base na liberdade de expressão enquanto o concorrente Twitter proibia anúncios políticos. "Não estamos fazendo isso por causa do dinheiro", disse ela à Bloomberg em outubro. "Isso representa menos de 1% de nossa receita e a receita não vale a controvérsia."


Os diretores financeiros também estão gerando impacto. Na Alphabet, a CFO Ruth Porat (nº 19) tem orientado alguns dos maiores investimentos do Google, como um compromisso de fevereiro de 2019 de gastar US $ 13 bilhões em data centers nos EUA. Em Seattle, o CFO Amy Hood (nº 26) ajudou a impulsionar a Microsoft tornar-se uma empresa de trilhões de dólares , brigando com a Apple por um valor de mercado maior.

A diretora financeira da Microsoft, Amy Hood, supervisionou a empresa ao atingir a marca de um trilhão de dólares.


A recém-chegada Hooi Ling Tan estreou no número 63 da lista como co-fundadora e COO do Grab, o serviço de carona que se tornou o primeiro Unicórnio do Sudeste Asiático. Ela está encarregada de expandir novos mercados e, em 2018, a empresa comprou as operações do Uber no sudeste da Ásia em um negócio na casa de bilhões. Impressionante!


Embora a porcentagem de mulheres como CEO tenha permanecido estável entre 2018 e 2019, o número de mulheres no C-Level aumentou de 23% para 25%, de acordo com o Korn Ferry Institute.


Há trabalho a ser feito para aumentar o número de mulheres CEOs, mas é importante reconhecer que as mulheres estão contribuindo em todo o C-level sendo, também algumas das mulheres mais poderosas do mundo.


As 20 mulheres mais poderosas em tecnologia (e suas classificações gerais de poder)

1. Ginni Rometty, CEO, IBM (Nº 9 na lista Power)

2. Susan Wojcicki, CEO, YouTube (No. 12)

3. Safra Catz, CEO, Oracle (No. 14)

4. Sheryl Sandberg, COO, Facebook (Nº 18)

5. Ruth Porat, CFO, Alfabeto (Nº 19)

6. Amy Hood, diretora financeira, Microsoft (Nº 26)

7. Jennifer Morgan, co-CEO, SAP (Nº 49)

8. Roshni Nadar Malhotra, CEO, HCL Technologies (No. 54)

9. Gwynne Shotwell, Presidente, SpaceX (Nº 55)

10.Maggie Wei Wu, CFO, Alibaba Group (n. 57)

11. Hooi Ling Tan, Co-fundador e COO, Grab (No. 63)

12. Zhou Qunfei, CEO da Lens Technology (No. 68)

13. Jane Jie Sun, CEO, Ctrip (n ° 69)

14. Lam Wai Ying, Presidente da Biel Crystal (No. 82)

15. Mary Meeker, Sócia Geral, Bond Capital (No. 83)

16. Jenny Lee, sócio-gerente da GGV Capital (nº 86)

17. Meg Whitman, CEO, Quibi (Nº 89)

18. Anne Wojcicki, cofundadora e CEO, 23andMe (n. 91)

19. Aileen Lee, fundadora, Cowboy Ventures (No. 92)

20. Kirsten Green, fundador, Forerunner Ventures (No. 95)

148 visualizações
Contato

Edifício Icon - Alameda Mamoré, 503 Conj.33

Alphaville - São Paulo

CEP 06454-040

Edifício Bolsa de ImóveisAv. das Nações Unidas, 11.541 - Brooklin, São Paulo - SP, 04578-000

 

 

 

 

Tel: +55 11 3181-8444

contato@baymetrics.com.br